"Para ser bela, pára um minuto diante do espelho, cinco minutos diante da sua alma e quinze minutos diante do SENHOR"

DICAS DE SAIAS

Algumas ideias básicas podem auxiliar a entender como é que as saias funcionam e também em quem cada modelo deve ser aplicado.


Modelagem aberta, evasê.

Nas saias existem variações quanto a comprimento, modelagem e caimento. O comprimento pode ser desde o mini ao longo, passando pelo midi, longuete, mediano… enfim, todas as ideias possíveis. O comprimento mais neutro é aquele que fica logo na linha dos joelhos, nem acima e nem abaixo; para mulheres de pernas finas e longas vale apostar nos curtos e nos longos; já mulheres de pernas grossas devem tomar cuidado com os modelos curtos e mulheres de pernas curtas precisam passar longe dos longuetes. Porque, generalizando, quanto mais perna a mostra mais longas elas ficam… só que no caso de coxas grossas esse efeito pode e provavelmente vai cair na casa da vulgaridade.


Modelagem Reta, padrão

Sobre a modelagem é preciso observar se a mesma é afunilada, reta ou aberta. O corte afunilado é o que mais alonga a silhueta, no entanto costuma ressaltar gordurinhas, culote ou mesmo um bumbum grande demais; na opção reta está uma ideia neutra, mas nem por isso um curinga pois tende a colocar em voga certos defeitinhos da silhueta; já o modelo aberto disfarça quadril largo demais, enquanto o corte amplo cria curvas mas achata o corpo.


Modelagem afunilada, lápis.

Quanto ao caimento é preciso ver se a peça é mais armada, estruturada ou fluida. Tudo isso vai depender da combinação de modelagem com tecido. Uma peça mais estruturada de tecido encorpado esconde melhor defeitinhos, mas se esse tecido for grosso demais ele acaba por agregar peso visual; já um tecido molinho e leve é delicado e aplica movimento a silhueta, mas numa modelagem muito seca o efeito é de salientar excesso de volume ou mesmo um corpo sem formas muito definidas.

Modelagem Ampla, godê ou semi-godê


Por fim, a combinação. Misture peças amplas com peças ajustadas, e peças justas com outras amplas; para equilibrar o peso é preciso haver contraste, principalmente no caso de saia ampla. Se a saia for mais detalhada, com plissados ou nesgas, fique de olho em blusinhas básicas e secas – permitindo-se estampas ou muitas cores; se a saia for bem limpinha a blusa pode e deve ser trabalhada, pra que o resultado final não seja sem graça.

Fonte: conversinhafashion

1 comentários:

Ana Cláudia Silva disse...

O seu blog é maravilhoso.Acho a saia uma otima pedida para as mulheres que querem se manter femininas e lindas.