"Para ser bela, pára um minuto diante do espelho, cinco minutos diante da sua alma e quinze minutos diante do SENHOR"

Inspiração: Saia Lápis de Renda






Respeite os mistérios da saia lápis:

1. A primeira providência ao experimentar uma saia lápis é olhar o traseiro num bom espelho duplo para ver como ficou. E dar alguns passos para ver como ela (a saia) e seu traseiro se comportam em movimento. 

2. Saias lápis devem ficar longe de quem tem culotes e barriga.

3. O comprimento deve ficar por volta do joelho - ou um pouco abaixo 

4. Se o tecido da saia for fino ou leve (malha, cetim, seda) use sempre com uma anágua de jérsei ou qualquer tecido bem escorregadio para que ela caia bem, não marque a calcinha nem grude de um jeito feio na parte de trás. Outra vantagem da anágua: evita que a saia deforme. 

5. Se você tiver pernas longas e corpo curto use sempre com blusa, suéter ou paletó por fora da saia. Blusas por dentro da saia diminuem ainda mais o comprimento do corpo. Pior ainda se tiver peito grande.

6. Saias justas ficam ótimas com sapatos ou sandálias de salto alto.

7. Saias justas detestam a companhia de sapatilhas de bico arredondado e sapatos de boneca.

8. Saias justas em cores escuras diminuem quadris (por incrível que pareça, as estampadas também); em cores claras, dobram o tamanho deles.

9. Saias justas sem abertura atrás são perfeitas para gueixas. Se você não é uma delas e precisa dar passos normais ao andar não compre as sem fendas.

10. Para que ela não estique e forme horrorosos bolsões no traseiro, prefira saias feitas com tecidos que tenham um pouco de elastano. (Extraido do site da Gloria Kalil)


0 comentários: