"Para ser bela, pára um minuto diante do espelho, cinco minutos diante da sua alma e quinze minutos diante do SENHOR"

Como se comportar nas Festas de Final de Ano

As confraternizações de final de ano são momentos de alegria e descontração, mas é preciso ter cuidado para não exagerar e passar vergonha junto aos amigos, familiares e colegas de trabalho. Ficar atento a alguns pequenos detalhes faz toda diferença, principalmente se o ambiente em que se está é relacionado ao trabalho.

Festa de final de ano da empresa não é motivo para cometer excessos. Tália Jaoui, palestrante comportamental e especialista em programação neurolinguística, comenta que mesmo no momento de descontração é preciso estar atento aos modos, pois o profissional tem uma imagem a zelar. "Mulheres precisam cuidar principalmente das roupas. Decotes e roupas curtas demais não devem ser usadas mesmo que a festa seja em um lugar mais descontraído", sugere a especialista.

CUIDADOS NO JANTAR

Para evitar desastres em jantares de festas de final de ano, algumas regras devem ser seguidas para causar uma boa impressão nos colegas, chefes, familiares e amigos. Bons modos à mesa são indispensáveis em qualquer ocasião. Não falar com a boca cheia, não colocar muita comida na boca e saber mastigar corretamente são algumas dicas repassadas por Tália. Saber usar corretamente os talheres também é fundamental. Para não errar, a dica da especialista é usar garfo na mão esquerda e faca na mão direita.

O guardanapo é outro item que merece atenção. Tália lembra que o guardanapo, quando for de pano, deve ser colocado no colo apenas depois que o garçom servir o prato ou trouxer o couvert. Tália lembra que as comidas servidas na época de natal geralmente são mais gordurosas e por esse motivo é preciso sempre limpar a boca antes de beber. "A gordura marca o copo ou a taça. Além disso, alguns pedacinhos de comida podem ficar presos à boca e isso é bem desagradável". Gestos e movimentos quando se está sentado à mesa também precisam ser contidos para evitar derrubar taças e castiçais, causando acidentes ou derrubando vinho sobre a mesa.

FESTA COM AMIGOS E FAMILIARES


As festas de final de ano e de Natal têm o intuito de unir as famílias, porém, o consumo de álcool e alguns problemas não resolvidos entre os familiares podem gerar atritos e acabar com a alegria das festas. Tália comenta que discussão não tem lugar na noite das festas. É preciso passar por cima dos problemas e tratar bem inclusive as pessoas com quem se tem algumas desavenças. "Em uma outra ocasião você liga para a pessoa e a chama para conversar em um café. Não resolva por telefone, espere para conversar pessoalmente", sugere a especialista.

Outra gafe comum nos jantares das festas de final de ano é deixar de levar um presente para a anfitriã que se dispôs a preparar o jantar. "Nunca chegue à casa do anfitrião de mãos vazias. Caso não seja necessário levar um prato para contribuir com o jantar, lembre-se de levar vinho, engradado de cerveja, vários refrigerantes ou água com gás. Um presente para a casa também é necessário, além do presente do amigo secreto", comenta Tália.

O convívio com os amigos e parentes favorece o clima intimista, mas nem por isso a educação e o bom senso estão dispensados das festas de final de ano. Detalhes mais íntimos e palavrões devem ser evitados, bem como exagerar no tom de voz. A bebida ajuda a deixar o ambiente mais alegre, porém, Tália reforça que não se deve exagerar, principalmente porque a pessoa alcoolizada tende a expor seu senso crítico, esquecendo muitas vezes de filtrar ou pensar nas consequências dos comentários.

Fonte: BBel.uol.com

1 comentários:

Jacqueline Ramos disse...

otimas dicas
obrigada por compartilhar conosco
Deus abençoe
abços