"Para ser bela, pára um minuto diante do espelho, cinco minutos diante da sua alma e quinze minutos diante do SENHOR"

MENINAS MAIS CONSERVADORAS

Não faz muito tempo que a diferenciação no jeito de se vestir de uma menina de 20 anos e uma mulher mais velha, de 30 ou 40, começou a existir na moda. Antes dos anos 60 ainda não existia moda jovem, foi só a partir dessa década que meninas começaram a trocar suas saias rodadas da Dior e atacar com calças cigarettes, enquanto todos os meninos queriam ser rebeldes, como James Dean e Marlon Brando. Foi também na década de 60 que Mary Quant criou a mini-saia – símbolo máximo da juventude até hoje.


Mas historicamente, antes de tudo isso acontecer, meninas de 15 anos se vestiam praticamente como suas mães – e avós! Quem assistiu “Maria Antonieta”, da Sofia Coppola, deve ter se encantado com as roupas maravilhosas que Kirsten Dunst usa no filme, mas dificilmente deve saber que a rainha francesa só tinha 14 anos (!!!) quando se casou – e já tinha que super assumir uma posição de gente grande. Então quando uma menina de 20 anos tem uma referência do passado, do estilo de uma década antiguinha, de uma atriz como Audrey Hepburn e até mesmo de uma estilista como Chanel, é quase impossível ela não querer usar roupas que, hoje em dia, podem parecer caretas demais pra uma menina tão jovem. Garotas que se vestem assim podem querer dizer, através dessa linguagem de moda mais “careta”, que são mais maduras, que tem responsabilidades de gente normalmente mais velha ou que são mais recatadas mesmo. Mas né, ninguém quer – e nem deve querer – envelhecer tanto através da roupa que tá usando. Principalmente porque a moda deveria ajudar a gente a ficar mais bonita, a dizer quem a gente é – e não atrapalhar.


Então o que meninas que curtem esse look mais “caretinha” podem fazer pra não parecerem tão mais velhas?! O segredo tá em equilibrar materiais modernos, comprimentos e até cores mais fortes com essas peças mais clássicas, mais “sérias”. Quem assiste Gossip Girl deve ter percebido que esse contexto tem muito a ver com a Blair. Ela quer realmente parecer mais madura, mais séria, ser levada mais a sério e tem mil referências clássicas e antiguinhas de estilo – e em vários looks ela encontra um equilibrio perfeito entre tudo isso que ela é e sua idade.


Fonte: oficinadeestilo.uol.com.br


0 comentários: