"Para ser bela, pára um minuto diante do espelho, cinco minutos diante da sua alma e quinze minutos diante do SENHOR"

Dinamicas de Grupo


OBJETIVOS DAS BRINCADEIRAS E DINÂMICA DE GRUPO NA IGREJA

São recursos que, quando utilizados no momento oportuno e na medida certa, tornam o ensino mais atraente, participativo, criativo e os seus efeitos marcantes e duradouros. Não podem substituir a lição ou estudo bíblico, mas são simples meios de vivenciar e fixar o ensino na mente e na emoção daqueles que estão no processo do aprendizado.

O ensino das verdades bíblicas, longe de ser relegado a um segundo plano, será dinamizado, através da motivação e da iniciativa desencadeadas pelas atividades lúdicas. O mais importante na aula é que haja o verdadeiro estudo da Palavra e que o professor esteja preparado para dar tal aula; as técnicas usadas devem estar em função de tornar o estudo da Palavra mais proveitoso e dinâmico. Se essa visão for deturpada, só haverá agitação e dispersão, sem que haja “aprendizagem”.

Os Dez mandamentos para uma dinâmica criativa

É necessário seguir algumas diretrizes, que vamos chamar de os dez mandamentos para dirigir uma dinâmica criativa:

1. Ore pedindo orientação na preparação, e na aplicação da atividade na vida do grupo.

2. Prepare-se bem. Verifique se o local é adequado e o material necessário esteja disponível. Estude os procedimentos com antecedência, as regras e/ou princípios das idéias que pretende usar.

3. Divulgue as atividades do seu grupo com antecedência.

4. Adapte as idéias à sua realidade, idade, tamanho e as características do seu grupo.

5. Seja um líder entusiasmado ao conduzir a atividade.

6. Tenha coragem de experimentar idéias novas e inovar o programa da sua reunião ou escola dominical.

7. Seja sensível às reações do grupo. Não quebre as tradições com muita rapidez! Uma coisa é ter “casca dura” diante das críticas injustas de uma ou outra pessoa; outra, é não prestar atenção ao retorno que a maioria do grupo está dando.

8. Seja justo nas regras.

9. Seja flexível. Não deixe que o programa se torne cansativo.

10. Não faça do programa algo mais importante do que as pessoas.

Trocando crachás (Quebra Gelo)

Participantes: 15 a 30 pessoas
Tempo Estimado: 20 minutos
Modalidade: Apresentação e Memorização de Nomes.
Objetivo: Facilitar a memorização dos nomes e um melhor conhecimento entre os integrantes.
Material: Crachás com os nomes dos integrantes.
Descrição: O coordenador distribui os crachás aos respectivos integrantes. Após algum tempo recolhem-se os crachás e cada um recebe um crachá que não deve ser o seu. Os integrantes devem passear pela sala a procura do integrante que possui o seu crachá para recebê-lo de volta. Neste momento, ambos devem aproveitar para uma pequena conversa informal, onde procurem conhecer algo novo sobre o outro integrante. Após todos terem retomado seus crachás, o grupo deve debater sobre as diferentes reações durante a experiência.

ROLO DE BARBANTE

objetivo: Mostrar aos alunos a importância de dizer palavras de incentivo aos seus colegas de classe.
Material: Um rolo de barbante
Procedimentos:
Em círculo os participantes devem se assentar. O facilitador deve adquirir anteriormente um rolo grande de barbante. E o primeiro participante deve, segurando a ponta do barbante (enrolar no dedo), passar o rolo para alguém, o coordenador explica antes que terá de justificar o motivo de ter passado para a próxima pessoa (ex: que gosta mais, que gostaria de conhecer mais, que admira, que gostaria de lhe dizer algo, que tem determinada qualidade, etc.) e justificar o motivo de ter passado a pessoa. Esta agarra o rolo, segura o barbante (enrola no dedo) e entrega para a próxima. Ao final torna-se uma "teia" grande.

No final desta dinâmica perguntar o que eles vêem (um teia enorme), em seguida pedir que tirem o barbante dos dedos, e o coloquem em formato de teia no chão, todos se levantam e oram em círculo, abraçados ou de mãos dadas. Pedir que orem pelo amigo que está a esquerda, e encerrar dizendo que possam permanecer unidos no dia-a-dia e sugerir que continuem dando palavras de incentivo aos companheiros mesmo sem o barbante.

Dinâmica: A palavra que transforma

OBJETIVO : Fazer o grupo refletir de que forma assimilamos a PALAVRA DE DEUS em nossas vidas.

MATERIAL : um bolinha de isopor, um giz, um vidrinho de remédio vazio, uma esponja e uma vasilha com água.

DESENVOLVIMENTO : • Explicar que a água é a Palavra de Deus e os objetos somos nós. • Dê um objeto para cada pessoa. • Colocar 1º a bolinha
de isopor na água. • Refletir : o isopor não afunda e nem absorve a água. Como nós absorvemos a Palavra de Deus ? Somos também impermeáveis ? •
Mergulhar o giz na água. • Refletir : o giz retém a água só para si, sem repartir. E nós? • Encher de água o vidrinho de remédio. Despejar toda a água que ele se encheu. • Refletir : o vidrinho tinha água só para passar para os outros, mas sem guardar nada para si mesmo. E nós ? • Mergulhar a esponja e espremer a água. • Refletir: a esponja absorve bem a água e mesmo espremendo ela continua molhada.

ILUMINAÇÃO BÍBLICA : Is 40,8 ; Mt 7,24 ; 2Tm 3,16

GARRAFA DA GRAÇA

Objetivos:
Uma garrafa vazia (pode ser de refrigerante).

Como Fazer:
1. O grupo deve sentar, formando um círculo.
2. O facilitador coloca a garrafa deitada no chão no centro da sala e a faz girar rapidamente.
3. Quando ela parar estará apontando (gargalo) para alguém e, o facilitador dará uma palavra de encorajamento ou estímulo à essa pessoa.
4. A pessoa indicada pela garrafa terá então a tarefa de girá-la e falar palavras de encorajamento para quem ela apontar e assim sucessivamente.

Textos para trabalhar após este exercício:
1 Pe 4:10,11; Ef 4:29,30; Pv 12:25.

1 comentários:

Iara disse...

Bom Dia!!! Amo o seu blog, ele é uma inspiração para o meu.avivaravida.blogspot.com
(tomei a liberdade de cópiar até uma imagem do seu, espero que não chateie).
Quanto as postagem,SÃO MARAVILHOSAS. acredito ser enriquecedora para toda e qualquer mulher,você está de PARABÉNS.

IARA